A FÓRMULA PARA UM CHURRASCO PERFEITO: DESCUBRA AS 5 DICAS QUE VÃO FAZER VOCÊ ARRASAR NA GRELHA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

 

Que você e outras milhões de pessoas amam um churrasco, a gente já sabe! Porém, para fazer uma carne de 1o categoria, é necessário muito mais do que arrasar na grelha, vai desde a escolha da melhor peça de carne, até a do carvão adequado para o seu evento.

E agora, para você se tornar o melhor do churrasco, vamos te apresentar 5 dicas poderosas, que vão fazer você se tornar o churrasqueiro mais respeitado da sua galera!

 

1o DICA: ESCOLHENDO OS CORTES

Selecionar os cortes bovinos é uma missão bem complicada, analisando a abundância, e variedade de sabores de dar água na boca, que cada corte proporciona. Contudo, para o churrasco de hoje, nós vamos focar nos cortes conhecidos como nobres. Está pronto?

 

Filé Mignon

O filé mignon é situado na parte de trás do animal, onde há pouca agitação, o que proporciona muita maciez, por isso, é considerado o corte mais macio. Consiste em uma peça de cerca de dois quilos, sendo magra, sem nervos, com pouco marmoreio, porém, bem irrigada.

Picanha

Picanha, a protagonista do churrasco, localiza-se no começo do coxão duro e não pertence a alcatra. Oposto do que muitos creem, a carne não precisa ter até 1,3 kg. Isso pelo tamanho da picanha variar conforme o tamanho da carcaça do animal e outros fatores como tipo de produção e genética do animal. Escolha as que tenham sete centímetros de altura. Ela deve ter a capa de gordura, que deve ser constante, sem falhas, com pelo menos 1 cm de altura.

Short Rib

O short rib é um corte situado na costela dianteira, e retirado junto com o miolo de acém. Tem um alto nível de marmoreio e sabor definido. Corte dianteiro é gostoso? Sim! Estamos vivendo a “Revolução do Dianteiro”. Os cortes do dianteiro, como o short ribs e o perfil de fibra do short rib são diferentes dos tradicionais, pois é rico em fibra vermelha.

Costela

A parte dianteira da costela é também conhecida como costela de ripa, encontra-se junto ao dorso (parte superior da caixa torácica) do animal, e é caracterizada por oferecer ossos maiores e mais largos, todos na transversal. Estabelece um cozimento mais longo para amaciar as fibras.

Já a Costela Ponta de Agulha ou Minga sai da parte inferior da caixa torácica, é formada por ossos mais finos e muitas cartilagens, muito entremeada de gordura e carnes. É um pedaço mais grosso, onde todos os ossos e nervos estão dispostos em mais de uma direção.

T-Bone⠀

Retirado da parte central lombar do boi, o T-bone ganha esse nome, por possuir um osso em formato de “T” que separa o filé mignon (parte menor) do contrafilé (parte maior). Várias pessoas confundem o T-bone com o Porterhouse, mas são cortes diferentes. O T-bone na maioria das vezes é mais fino, e tem o filé mignon menor que o Porterhouse. Contudo, os dois são muito gostosos, pois o osso proporciona um sabor único. No Brasil, o T-bone pode ser conhecido como Chuleta ou Bisteca, no entanto, estes cortes possuem uma altura menor que o T-bone.

 

2 o DICA: CONGELAMENTO E DESCONGELAMENTO DA CARNE

É cada vez mais comum, o costume de comprar carne congelada, ou carne fresca para congelar. E a dica é: congelamento acelerado e descongelamento lento. Se a carne contiver até 5kg, saque do congelador e bote na geladeira, com no mínimo, um dia de antecedência, e peças maiores, com pelo menos dois dias. Antes do preparo, tire a carne da geladeira por volta de 40 minutos antes, impedindo assim, um choque térmico ao colocar na grelha, panela ou forno.

 

3o DICA: QUANDO EU DEVO SALGAR?

Vai de pessoa para pessoa, porém o adequado é salgar depois de selar a carne. É um costume salgar antes para “dar sabor à carne”, contudo não é recomendado nem mesmo no churrasco, na qual a dica sempre foi “deixe a carne descansando no sal grosso antes de colocá-la na brasa”. Isso porque o sal pode ressecar a carne, aspirando os líquidos e enfraquecendo a sua suculência, além de sobrepor o sabor da carne. Escolha salpicar o sal grosso após selar cada lado da peça, ou acrescente sal de parrilla, depois de cortar a carne já assada.

 

4o DICA: COMO ACENDER A CHURRASQUEIRA

Do que adianta seguir todas as dicas até aqui, para queimar a carne no fogo alto, não é verdade? Por isso, até a preferência do carvão, intervém para um churrasco de qualidade. E todo mundo tem um amigo que erra na dose do carvão. Tenha um braseiro de qualidade, e não exagere na quantidade de carvão, para seu churrasco ficar perfeito!

 

5o DICA: ESTEJA POR DENTRO SOBRE O MUNDO DA CARNE!

Essa tarefa é bem simples! Basta seguir a Camperia Casa de Carnes, em todas as plataformas digitais, e ficar sempre por dentro, de como ter qualidade, satisfação, e um sabor maravilhoso, que só a Camperia oferece, dentro da sua casa!

Deixe um comentário

Abrir Chat
1
Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos Ajudar?